Zé Torres

<

José Torres da Silva (Zé Torres)

Naturalidade: Pão de Açúcar-AL

Posição: Lateral-direito

 

   Zé Torres começou sua carreira jogando no time infantil do América e, nos anos 60, migrou para a base do Propriá e depois foi para o time principal. Lembra-se de um gol que fez chutando do meio do campo, num jogo contra o Cotinguiba.

   Do Avoengo, foi para o Sergipe, em 1968 para disputar a Taça Brasil, quando jogou contra times como Bahia e CSA. Passou 6 meses no colorado e voltou para a cidade ribeirinha, mas já não se agradava mais com o Propriá, então passou um tempo sem jogar bola e conseguiu um emprego na construção da ponte.

   Em 1971, quando Dr. Luiz era presidente, Zé Torres foi convidado por Tonho Costa (um torcedor amigo) para ir ao América. Chegou para jogar de volante, mesma posição em que trabalhava no Propriá, mas Lauro Soares, que, segundo Zé, é, ao lado de Galo (Propriá), o melhor treinador com que trabalhou, o colocou para jogar na lateral-direita.

   Lembra-se que o pessoal da torcida sempre dava bonificações quando gostava da atuação dos jogadores em campos e ele sempre foi reconhecido como o tipo de jogador que colocava o coração no bico da chuteira. Quando jogava de volante, nunca deixava de apoiar a defesa e, na lateral-direita, sempre marcava gols.

   Em 1976, ouvindo os conselhos de Durval Feitosa, aposentou-se e só voltou a campo para defender as cores na FUGGAP, equipe de quarentões, onde foi campeão da categoria.

 

Parceiros

Redes Sociais


Copyright 2013 América F.C. Todos os direitos reservados. Site desenvolvido por Tharlysson B. & Gabriel L.