Títulos

 

Campeão Sergipano 1966 (Série A1)

Após o vice-campeonato, em 65, com a perda do titulo para o Confiança, em pleno José Neto, em Propriá, o primeiro título de estadual do América teve gosto de vingança pois foi conquistado sobre o mesmo Confiança. O título do América foi conquistado em quatro jogos e o time tricolor perdeu um por 2 a 1, em pleno estádio José Neto em Propriá, empatou outro e ganhou duas por 1 a zero, sendo a do título em pleno estádio de Aracaju, hoje estádio Lourival Batista. Os grandes ídolos da história tricolor, como o goleiro França, Henário, Cabo Jorge, Periquito e Simas; Vilson, Dequinha, Tiquinho, Bobô, Geraldo, Romero e Carlos Alberto puderam levantar a taça para a alegria do, então dirigente, Durval Feitosa.

 

Campeão Sergipano 2006 (Série A2)

Após ter sido, com muita facilidade, primeiro colocado do Grupo B, o América enfrentou o São Cristóvão na final. O jogo de ida, em São Cristóvão, vitória do tricolor por 2x0 e no jogo de volta, em Propriá, uma derrota por 2x1 que não foi suficiente para retirar do Mequinha o título de campeão e, consequentemente, o acesso para a elite do campeonato estadual.

 

 

Campeão Sergipano 2007 (Série A1) 

O América terminou a primeira fase em segundo lugar e classificou-se para o quadrangular final junto com o Confiança, Sergipe e Itabaiana, respectivamente o 1º, 3º e 4º colocados. Era praticamente o inicio de mais um campeonato e o Mequinha, embalado, chegou à última rodada empatado com o Confiança em número de pontos.

No vestiário o goleiro André sentiu-se mal e deu lugar a Milton. Jogando como se estivesse disputando o título, a Associação Olímpica de Itabaiana quase complica o jogo no primeiro tempo, quando o tricolor da ribeirinha entrou descuidado e atônito surpreendido pela tamanha desenvoltura do time serrano. Não deu outra, aos 4 minutos Robinho abre o placar para o time da casa. O Itabaiana quer mais, só que o tricolor não estava dormindo e, num contra-ataque, Adriano dribla o goleiro e é derrubado na área. Mica bate o pênalti e, aos 6 minutos empata o jogo. O América sofre para manter a igualdade no primeiro tempo. Vem a segunda etapa e a torcida tricolor vibra com o gol do Sergipe no Batistão. Ribeiro Neto coloca em campo Marcos Teles e Warley. O jogo muda de panorama e o tricolor passa de dominado a dominador das ações e, por pouco, não vira o jogo. A torcida do América vibra com mais um gol do Sergipe no Batistão. O Confiança perde a partida e o título. Após o apito final, a torcida tricolor invade o gramado do Estádio Presidente Médice. O empate é suficiente para que André Luiz, Marcos Teles, Alan, Gian, Marcos Vinicius, Mica, Edinaldo, Josa, Nilson, Milton, Sérgio Paulista, Adriano, Rony, Carlinhos, Juninho, Hilton, Ronaldo, Warley e Nenê, além do técnico Ribeiro Neto pudessem levantar o caneco e levar o título de campeão sergipano para o América após 40 anos de jejum.

 

Campeão da Copa Banese de Campeões 2007

O torneio organizado no final de 2007 teve organização da Federação Sergipana de Futebol e patrocínio do Banco Banese. Contou com a participação dos quatro primeiros colocados da primeira divisão do campeonato sergipano da primeira divisão (América, Confiança, Sergipe e Itabaiana) e os dois primeiros colocados da segunda divisão (Boca Jr. e São Domingos).

O América, que era o favorito, fez valer às expectativas e chegou à final com o São Domingos, que foi a surpresa da competição. O primeiro jogo da final foi em Propriá e o Mequinha venceu por 3x2, já o segundo foi realizado em São Domingos e teve placar de 1x0 favorável para o time da casa.

A decisão foi para os pênaltis e com todos eles convertidos, a busca pelo título tornou-se mais emocionante e foi para as alternadas. Uma grande defesa do goleiro André Luiz fez com que a torcida ribeirinha comemorasse mais um titulo.

 

Campeão Sergipano 2012 (Série A2)

Os guerreiros do técnico Fernando Dourado, como o grupo ficou conhecido, fizeram uma bela campanha fundamentada na união de uma equipe determinada. A espetacular campanha da primeira fase terminou com apenas 1 derrota e a melhor defesa da competição: somente 3 gols sofridos.

O acesso veio no segundo jogo da semifinal contra o Boca Júnior. A primeira partida tinha sido em Estância com placar de 1x1 e a segunda, em Propriá, teve resultado de 0x0. Mesmo sem gols, o time garantiu a vaga na primeira divisão de 2013 pois o regulamento dava vantagem à equipe que tivesse mais gols fora de casa. Para fechar com chave de ouro as finais de vitória por 2x1 sobre o Estanciano em Propriá e empate de 1x1 em Estância, fez com que Rudison, Marcos Vinicius, Thiago Papel, Danilo, Luis Otávio, Carlinhos, Roger, Rafael, Dielson, Alan Dinamite, Marcel, Walace, Welvison, Lucas, Jean, Luan, Romário, Roberto, Tchano Romeu e Vinicius Carioca pudessem levantar o troféu junto com o técnico Fernando Dourado

 

Outros Campeonatos:

 

Campeão da Zona Norte 1948, 1954, 1955, 1956, 1957, 1958 e 1959.

Vice-campeão Sergipano 1965, 1993 e 2004.

Campeonato Brasileiro Série C: 3º colocado do Grupo 7 (57º geral).

Copa do Brasil 2008: 49º colocado (América 0x0 Fortaleza / Fortaleza 4x0 America).

Taça Brasil 1967: 3º colcado do Grupo Nordeste (16º geral).

 

Por: Gabriel Lemos

 

Parceiros

Redes Sociais


Copyright 2013 América F.C. Todos os direitos reservados. Site desenvolvido por Tharlysson B. & Gabriel L.